Da série “casa com vida”

Esse é mais um trecho do texto da Lena Gino do blog mundo paralelo que eu estou explorando com vocês! Sim a autoria do texto é dela, e não de Carlos Drumond de Andrade como se disseminou na internet.

Toda casa tem vida pulsando nela, ou pelo menos deveria! Sua casa deve ser organizada, mas não arrumada e perfeitamente limpa todo o tempo. Afinal “lar doce lar” é aquele que é desfrutado, usufruído! Seja num momento relax seu sozinho, ou com sua família, filhos e amigos ao final de um dia de trabalho ou aos fins de semana, ou mesmo em suas férias caso não viaje.

Sua casa não deve ser e estar “capa de revista” estática 100% do tempo. Não se sinta culpada por ter dormido sem lavar a louça, por não ter passado pano no dia programado, por ter roupas para passar, ou por ter brinquedos espalhados pela sala. Tenha em mente que depois que uma casa foi Organizada, seja por uma personal organizer ou por você mesmo, seus objetos continuarão saindo do lugar, e a não ser que não more ninguém nessa casa, isso é normal, humano e uma benção também. Afinal se você tem coisas para serem tiradas do lugar você deveria ser grato por isso, pois é mais rico do que você imagina.

O importante é se foi criado um sistema de organização que seja de fato personalizado e, portanto, funcional para você e/ou sua família. Deste modo tudo voltará para seu lugar assim que possível.

Domingo que vem abordaremos o último trechinho deste lindo texto. Obrigada @adrianaferro por compartilha-lo.

Segue abaixo o texto citado na íntegra, bjs

“Casa arrumada é assim: Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz. Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela. Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas… Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: Aqui tem vida… Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar. Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa. E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança. Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto… Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. A que está sempre pronta pros amigos, filhos… Netos, pros vizinhos… E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia. Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente. Arrume a sua casa todos os dias… Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela… E reconhecer nela o seu lugar.” (Lena Gino, do blog Mundo Paralelo)

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*