Porque ter um olhar para a Organização de fotos

@rawpixel.com

A fotografia é mágica… nos transporta para diversos momentos em nossas vidas e acredito que ela consiga trazer a leveza e tirar o foco do que estamos vivendo… essa mudança radical e súbita em nossas vidas com a pandemia do COVID-19.

Foi pensando em oferecer um conteúdo mais leve para vocês nesse período de quarentena que aceitei o convite da Karin (@karin.michels.fotografa), que é uma fotógrafa de família que me encanta como pessoa e como profissional para falarmos um pouco sobre “organização de fotos” e porque ter um olhar sobre isso.  Sempre gostei de fotos por conta da minha mãe e sempre fiz a organização dessas fotos de maneira intuitiva.

Mas antes de continuar, gostaria de pontuar que apesar de ser Personal Organizer, eu tenho um conhecimento básico sobre organização de fotos porque não sou uma especialista, como uma Photo Organizer.  Essa profissional sim tem todo o know-how para te atender e entregar um trabalho neste nicho de fotografia fazendo a organização cronológica de fotografias digitais, criação e padronização de fotolivros, montagem de álbuns físicos, transformação de fotografias antigas e até sildes e negativos em arquivos digitais, etc.

Segue o instagram de algumas que admiro muito e que contribuíram com este material aqui do blog. São elas: Sandra Kemp @sandrakemporganizer e Adriana Plaza @vidabemorganizada, alunas da serena e admirável Zezé Zimerman @zezezimermanphotoorganizer

As pessoas só sentem necessidade de organizar a parte digital, e no caso as fotos, em dois momentos. O primeiro é justamente quando vai bater uma foto e percebe falta de espaço principalmente no celular, e o segundo momento é quando a pessoa quer encontrar uma foto para mostrar a alguém e fica ali um tempão procurando, a ponto da pessoa e você ficarem sem graça com a demora ou mesmo da pessoa desistir de ver a foto. Antigamente a solução era apenas trocar o filme da máquina fotográfica e no segundo caso sacava uma foto da carteira e voilá!

Neste momento de quarentena as pessoas estão percebendo que uma casa com um mínimo de organização e rotina ajuda ou faz falta. Para melhorar este cenário, a organização de fotos deve seguir o mesmo padrão que a organização de qualquer outra coisa. Então, temos que olhar para a fotografia da mesma forma que a gente olha para outros itens da casa e para os ambientes. Depois de organizado, é necessário fazer a manutenção dessa organização porque as nossas casas têm VIDA, portanto as coisas vão sujar, as coisas vão sair do lugar, e para quem tem filhos, os brinquedos vão se espalhar. Mas tendo um sistema de organização funcional e personalizado, devolver para o lugar será fácil.

Voltando para as fotos, temos que organizar e aplicar a manutenção da organização das fotos periodicamente (rotina) por conta do volume que a foto digital nos trouxe. Pode ser um momento em família, ou com as crianças, ou mesmo a noite sozinha afinal tenho certeza que será mais prazeroso que assistir o jornal, rsrsrs. O importante é definir um dia para fazer a organização ou a manutenção, vale até colocar como algo que faz parte da rotina (quinzenal ou mensal) e colocar o despertador ou agenda digital para lembrar.

O primeiro passo é a TRIAGEM das fotos observando a conservação, a nitidez (borradas, fora de foco) e fotos duplicadas (repetidas). E o pulo do gato nesse momento é ter o cuidado de focar realmente em fazer essa seleção e não ficar revivendo seus momentos, suas memórias, porque senão você vai levar muitas horas, vai render pouco e logo vai desistir.

Existem alguns apps que fazem a remoção dessas fotos repetidas, mas muito cuidado ao usá-los porque eles vão pelo nome da imagem, e as vezes as fotos tem apenas o mesmo nome, mas não são iguais de fato.

Segundo passo é a CATEGORIZAÇÃO que não deixa de ser uma decisão pessoal porque tem que fazer sentido para quem está envolvido e vai precisar acessar elas depois. A melhor maneira é por data (ordem cronológica), ou seja, pastas por ano, dentro destas por meses e dentro dessas por evento ou tema (viagens, eventos, membros da família, aniversários, formatura).

Tem algumas fotos que são até difíceis de categorizar porque tem muita gente, como amigos e parentes juntos, mas não coloque a mesma imagem em vários álbuns diferentes por dois motivos. Um porque isso ocupa mais espaço de armazenamento e dois porque você pode ficar perdida em que álbum encontrar a imagem.

Terceiro passo é o ARMAZENAMENTO, ou seja, como e onde guardar essas fotos que são sua história pessoal e da sua família. Fotos físicas devem ser colocadas em um álbum e este por sua vez em caixas plásticas limpas, longe de lugares úmidos, sem abertura para não entrar poeira e que não sejam de papelão para evitar a “visita” de pequenos animais como as traças. Mantenha seus álbuns na vertical e se quiser algum produto para prevenir a umidade, use a sílica azul. Fotos avulsas e soltas, em tamanhos que não encontram álbuns para serem guardados, colocar papel de seda entre as fotos.

Fotos digitais sempreee armazene em 3 lugares e são eles: no computador para acesso rápido, HD externo e em uma nuvem (Google Photos, Google Drive, Dropbox, Icloud, etc.). O pen drive deve ser usado somente para “transporte” e não para algo permanente porque ele é muito sensível. Os CDs e DVDs também não são recomendados.

Não podemos esquecer do fotolivro!!! Ele é uma lembrança viva, porque senão só vamos acumular em telas e internet e não ter nada na mão para sentir. Porque não oferecer a uma visita um fotolivro ao invés de uma revista de fofoca??? Porque não oferecer para ocupar o tempo do filho enquanto você cozinha??? Penseee nisso.

Sempreee faça backup, na verdade tenha isso de forma automática para evitar esquecimentos. IMPORTANTE: sincronização é diferente de backup, ambos armazenam na nuvem mas tem propósitos diferentes. Backup é uma cópia de segurança dos arquivos para fins de recuperação em casos de desastres e Sincronização é apenas cópia e neste caso cuidado para não deletar o arquivo por acidente.

Quarto passo é IDENTIFICAR no caso de fotos físicas, pois as digitais isso é feito na categorização ao nomear as pastas.

Quinto passo é COMEMORAR o que você fez e curtir. Simmm, se parabenize e valorize seu feito.

Antes de encerrar gostaria de pontuar mais 3 tópicos:

  1. Ao receberem as imagens das fotos contratadas de um fotógrafo profissional de um evento ou momento especial, transfira todo o material para uma nuvem, porque a fotógrafa só mantém essas fotos guardadas por 5 anos, ou pelo menos deveria já que isso é lei. Acredito que todos possamos compreender que é inviável o fotógrafo armazenar tudo de todos os clientes eternamente. Uma hora o profissional vai precisar descartar essas fotos e isso é compreensível.
  2. As imagens que você desejar revelar ou imprimir, enviar sempre por email ou pelo iTransfer, porque pelo celular elas sempre vão perder a qualidade de impressão.
  3. Controle tudo que você recebe por WhatsApp para não ocupar a memória do seu celular e para isso você deve mexer nas configurações do próprio aplicativo.

Espero que tenham gostado desse conteúdo que foi fruto de uma live no Instagram, realizada a convite da sensível e contagiante fotógrafa de família Karin Michels (@karin.michels.fotografa). Não deixem de segui-la porque ela dá muitas dicas e é incrível como pessoa e como profissional. E lembrem-se: assim como a sua casa, suas fotos não ficaram TODAS JUNTAS E MISTURADAS da noite para o dia, assim sendo elas não ficarão ORGANIZADAS da noite para o dia! Organize aos poucos ou se achar melhor contrate uma Photo Organizer para te colocar nos trilhos outra vez. Antes e Depois contrate a Karin fotógrafa para clicar essas fotos e transforma-las em fotolivros. E eu para organizar sua casa e sua vida! Pacote completo, hahaha.

Bjos

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*